Então façamos o seguinte, camaradas e companheiros aqui reunidos neste pós-vida em memória às centenas de grupos de trabalho, reuniões de equipe, etapas de avaliação e mesmo festinhas de aniversário recheadas de falsidades amplas e gerais, churrascos plantonizados e arrooubos natalinos, não é mesmo Marlene Emilinha?
                         Botemos para fora qualquer sentido de ordem que engulíamos mudos, no passado, para não perdermos a prorrogação de jornada que limitava a nossa vida mas, enfim,   livremo-nos de vez daquela absurda auto-censura, do  pecado da omissão coletiva, do mutismo puro e simples  que, no pré-morte, éramos incapazes de mandar a pessoa responsável para a puta que a pariu mesmo que no mais leve pensamento calado.
                        Neste encontro de nós, todos teremos vez e voz, mesmo o Garcia (ler Evangelho 15), que foi calado pela heroína, apresentada pelo vagabundo Narciso (ler Evangelho 16), que  cantou  seresta aqui mesmo, nesta Rádio Nacional,  primeiro para o presidente Bossa Nova e depois foi lamber bosta na estrebaria do João, o general-presidente, a quem nós, almas aqui penasdas, também servimos por igual, tal qual ao metalúrgico da Beth  (ler Evangelho 17), que também nos encantou nos primeiros dias de sonhos de uma esperança perdida.
                       Mas acontece que tudo isto é nada, sabemos agora que estamos nesta lesma lerda de antes (ler Evangelho 18), tenhamos sido santos ou putas nacionais como a senhorita que, no andar aqui de cima, dava o rabo para o gerente e depois fodia a gente, lembram-se?

pixacao bsb

                       Vou mais à frente. Lembram-se daquele gerente de rádio que foi pego pelo contínuo dando o rabo, de lado, para o superintendente, ao som de “vem cá, meu dog? Falo (pensamento ralo, o que hei de fazer) mas disto garanto porque a mulher deste superintendente, tempos passados, nas ladeiras de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, me afiance, amigo Tim, numa bela madrugada, depois de fazermos uns “Do-des-ka-dens” nos trilhos surdos do bondinho, também a havia enrabado, veja você como é uns dias atrás do outro.

                     

Anúncios