Nestes 40 dias em Berlim, poucas vezes encontrei brasileiros, graças a Deus.

Até porque nas andanças pelo mundo, a não ser que sejam amigos, evito dar a saber que sou brasileiro.

É só ouvir uma voz mais alta, folgada, em brasileiro, que me calo e observo.

Até porque assim, fico do lado e escuto cada besteira que não tem tamanho.

Mas tirei estas fotos da presença tupiniquim por aqui em Berlim:

Anúncios