Brasília sempre teve dessas coisas, além da Esplanada dos Mistérios. Isto, no tempo do Clube do Ócio, primo do Nuvem Cigana, quando a gente era do Cabeças, tinha Bric-a-Brac, Poetas Porretas, Grande Circular, Ministéricas, Liga Tripa – trupe não oficial. Aliás, além das idas à Feira de Trocas, em Olhos d’Água, e aos sítios em Cristalina, Goyaz, a gente, naquela época de Poeta Marginal, hoje yuppie malfadado na Capital da Esperança, que chega aos cinquenta anos cheia de mágoas, pois bem, a gente sempre teve uma proposta na ponta da língua, entre uma pichação e outra no ‘Sinto a tua sede, parede”.  A proposta é a seguinte e ainda vale o quanto presta:

        –   O que você acha de trocar a Esplanada dos Mistérios, de Brasília,  pelo Morro da Mangueira, do Rio? Leva os daqui para lá e coloca os de lá aqui. Se quiser trazer o Piscinão de Ramos, tudo bem. A gente faz qualquer negócio.  E ainda dá brinde a Praça dos Podres Poderes.

 

Muros de Brasília - photo by Mamcasz 

           Tudo isto porque morreu ontem o poeta andarilho e cantor mambembe Paulo Tovar, nosso amigo desde os primeiros tempos de Brasília. Mais um na listona dos fantasmas. Já estava quase isso, com câncer no cérebro. Justo de onde saiu, entre tantas, esta pérola:

               .  Qual destes vícios mata primeiro: a falta do amor ou a falta do dinheiro?

           Mas, enfim, como escreveu o compadre Turiba, fazer o quid neste quiprokó?

            . É sempre assim: quando um poeta descansa, toma rumo e pede passagem; é mais um verso que se faz lágrima na plumagem.

           De saída, solto mais uma do agora fantasma Paulinho Tovar, que vivia pedindo um espaço aqui na Rádio Nacional (fantasma…)  para os livros  ou para a música ou para a porra dos amigos, nosotros – polacos ou brasilenhos:

           . Meu coração tem um desejo imenso de ver o dia nascer pelo avesso…

            Boas caminhadas, então, Paulinho Tovar, pelos céus de Brasília. Só não vá cair em cima da minha cabeça. Porque  cabeça é tudo. Merda mesmo foi saber de sua morte no Correio Braziliense justo na página DIVIRTA-SE. Inté, Axé, Clique a seguir e  Escute Aqui o Marco Zero:

 

<iframe style=”margin: 0px;” src=”http://www.podcast1.com.br/ePlayer.php?arquivo=http://www.podcast1.com.br/canais/canal1618/Tovar_Marco_Zero.mp3” frameborder=”0″ width=”450px” height=”60px” scrolling=”no”></iframe>

Anúncios