A Fome e o Brado (Hunger and Clamor), 1947, do artista pernambucano Abelardo da Hora.

Está na exposição Amor e Solidariedade. Simplesmente o máximo.

Agora, pare, olhe, escute e passe o  abaixo porque tem tudo a ver com o Viva o Povo Brasileiro (João Ubaldo).

O texto  é de Cleide Canton.

Que usa um trecho de Rui Barbosa, de  1892:

Estou cansado de ver triunfar tanta nulidade …

Interpretado, e bem, por   Rolando Boldrin.

Depois de ouvir, faça que nem eu.

Desabafe alto:

PUTA   QUE   PARIU!

Então, preste muita atenção e clique abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=Lo1gPVsKp5E

Anúncios