Pois é, gente. No cemitério Pière Lachaise eu fui hoje à procura do eterno Jim Morrison, do The Doors, sobrinho André cadê o vídeo dele no You Tube, e também atrás da minha fêmea, pois foi perto de lá que eu a perdi, ontem, e até hoje não tive notícias dela ainda, mas resolvi esperar mais alguns dias.

Sobre o cemitério, tem osso desde 1804 e carcaça de gente muito ilustre, uns putas fantasmas de respeito, ainda que depois de comidos pelos vermes fiquem tudo igual: Balzac, Oscar Wilde, Cyrano de Bergerac, Edith Piaf, Ives Montand, Chopin, Allan Kardec e muitos outros.

Acontece que os franceses são uns merdas mesmo em duas coisas, ou seja, indicar a direção, sinalizar, ajudar no roteiro, e em fornecer local adequado para a gente mijar, cagar, ir ao toilete, não tem nem nos bares, lojas de magazine, estações, nada.

Então, enquanto me batia para achar o túmulo do grande Jim Morrison e a figura viva da minha florzinha amada, e olha que tinha gente se batendo com o mapa na mão e o GPS na outra, e nada.

De repente, num super acesso da minha mente e mais de mil caminhadas zonzas, dou de cara com um túmulo encardido, de 1835 e, voilà, atrás dele, algumas flores, uma tumba mixuê, e o local mais visitado do cemitério Père Lachaise, em Paris, pois o segundo é do mestre Allan Kardec.

Atenção, que este momento é sagrado:

Jim Morrison and Me - photo by Mamcasz

Jim Morrison 2 - photo by Mamcasz

Jim Morrison 3 - photo by Mamcasz

Jim Morrison 4 - photo by Mamcasz

Apertado, agora de verdade, emocionado pela visita ao grande Morrison, vou ficando meio esverdeado porque, realmente, não é nada fácil você querer mijar, de verdade, e não ter onde. Quer dizer, num momento, me esqueci da falta que a madame está me fazendo, procurei um lugar mais sossegado do cemitério, em cima do muro, tirei o pau pra fora e não tive dúvida. Mijei em mim mesmo. Os flashs dos japoneses começaram a espoucar. Fodam-se.

Cemiterio Père Lachaise - photo by Mamcasz

Eis que me dou conta que mijei num lugar sagrado para os franceses, também, quem mandou eles esconderem o caminho para chegar ao maioral Jim Morrison? Você sabe o que era o muro onde dei a maior mijada da minha vida. Pois foi ali mesmo que foram fuzilados 147 dirigentes da Comuna de Paris. Fazer o que. Vamos a luta para ver se acho a minha mulher perdida em Paris. Se alguém souber dela, me avisa ta? Que agora to indo fazer duas visitas especiais, depois da do Morrison. Uma é para o polaco conterrâneo, o Chopin, e outro para o Kardec. Fui.

 

Anúncios