A Associação das Rádios Públicas do Brasil (ARPUB) tira hoje do papel, no auditório da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, na Praia Mauá, o Prêmio Roquette Pinto – I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos.

                     Traduzindo:

                  É para apoiar a produção independente de obras radiofônicas e estimular a diversidade regional na produção de programas de rádio.

                 Portanto:

                Numa espécie de cotas, projetos que forem mandados de fora do eixo Rio -São Paulo- Brasília- já entram em vantagem na contagem dos pontos. Os escolhidos receberão os recursos financeiros.

                 Na verdade, as inscrições já podiam ser feitas desde o dia primeiro de abril. De verdade.

                Serão selecionados 40 projetos, contendo cada um deles seis horas de conteúdo, distribuídos por todas as regiões brasileiras, nas categorias: rádio-documentário, dramaturgia, programas infanto-juvenis; rádio-arte ou experimentações sonoras.

                    A madrinha do concurso é Carmen Lúcia Roquette Pinto, da família do Pai do Rádio no Brasil.

Anúncios