– O Vargas Llosa acaba de ganhar o Prêmio Nobel de Literatura.

– Quem?

– Ele é do Peru, da Amazônia peruana.

– Ahn… a Amazônia não é mais nossa?

É por essas umas e outras que dá vontade de ficar calado, tampar os ouvidos e entupir a entrada de minhas narinas.

Jorge Mario Pedro Vargas Llosa. Nascido em 1936. Portanto, longe da Jovem Guarda atual que não consegue explicar porque o Brasil até hoje não tem qualquer santo e muito menos Prêmio Nobel?

– É, mas somos penta!

– Cala a boca patriota!

Vargas Llosa começa a vida como revisor (de lápides em cemitérios).

Pela experiência, passa direto para a Rádio Panamericana.

E depois escreve contos, livros, textos, palavras.

Procure-as, Mané, se é que sabes ler.

Condenados a uma existência que nunca está à altura de seus sonhos, os seres humanos tiveram que inventar um subterfúgio para escapar de seu confinamento dentro dos limites do possível: a ficção. Ela lhes permite viver mais e melhor, ser outros sem deixar de ser o que já são, deslocar-se no espaço e no tempo sem sair de seu lugar nem de sua hora e viver as mais ousadas aventuras do corpo, da mente e das paixões, sem perder o juízo ou trair o coração.”

Mario Vargas Llosa

Prêmio Nobel de Literatua – 2010

 Ah…

No livro do Vargas Llosa que está chegando ao Brasil, tem umas críticas ao nosso líder 77 por cento de aceitação. Para ler o capítulo A PESTE DO AUTORITARISMO clique abaixo:

http://www.objetiva.com.br/arquivos/capas/898.pdf

Clipping atualizado:

http://g1.globo.com/brasil/noticia/2010/10/para-vargas-llosa-lula-tem-conduta-esquizofrenica-no-governo.html

Anúncios