O dependente direto de preso,

mesmo antes dele ser condenado,

independente do tipo de crime cometido,

tem direito a receber o auxílio-reclusão,

que hoje tem o valor máximo de R$ 915,05.

No caso de rural e pescador

não é preciso ter contribuído antes para o INSS.

Ouça:

http://www.ebc.com.br/noticias/brasil/galeria/audios/2012/08/inss-pagou-mais-de-r200-milhoes-de-auxilio-reclusao-neste-ano

 

Anúncios