Acordo nesta manhã fria, cá na ilha, no sinal da W3 Sul.

Entre o Pátio Brasil e o Setor Comercial Sul.

É uma passagem intensa de forasteiros.

A maioria vinda além Satélite, porque Entorno.

Como sempre, do meu conforto, eu os observo.

Mas hoje eu fiquei mal com o DEUS deles.

Que as amigas carolas o dizem JUSTO.

Além disso, completo, ele é um GRANDE …

 Explico-me melhor.

No meio dos forasteiros, uma pessoa deficiente.

Mal das duas pernas e do único braço.

Baloiçando sua miséria ao vento seco.

A caminho do subemprego na capital federal.

Um balé da miserabilidade humana.

              Acompanhado de acordes burguezes dissonantes.                                       

                                                                                                               Ao toque do sinal de aviso do quase verde chegando,

O miserável de Dostoiévsky então força o falso passo.

A mãe honesta, cristã, terço dependurado nos peitinhos,

Engrena a marcha, ameaça acelerar; ela tem pressa.

A cria está atrasada para a escola marista.

Olho feio para ela, indico o miserável

Que se contorce na pista para chegar à calçada.

Ela bufa, nervosa, range os dentes cremados.

Não aguento e cuspo na cara da puta cristã:

                                                                                                                      – DEUS É UM CARA MUITO DO INJUSTO !!!

                                                                                                                                            – Blasfemo! Anátema! Judio!

 Deus é justo, caridoso e muito do fiel.

Repilo a coroa que se ejeta do carro e repito:

                                                                                                                   –  DEUS seria JUSTO se tivesse proteseado tuas pernas

naquele miserável ali

e implantado as deformadas dele

neste teu corpicho.

                                                                                                           Moral do lero:

                                                                                                            Graças a Deus, a  tia   exibe um belo par de coxas. 

Anúncios