Tenho um amigo que curte tudo do Charles Bukowsky, que nem eu. É da rapaziada da beat generation. On the Road. Daí, que encontrei pro Daniel na arena com as duas leoas, no Bar Cultural, na Rua Fonte do Boi, Rio Vermelho, um lugar que nem parece Salvador (lembrando Namíbia), o último livro do velho degenerado, aliás, foi publicado depois da morte dele. “O capitão saiu para o almoço e os marinheiros tomaram conta do navio”.

“Tive uma existência estranha e confusa, em grande parte horrível, baixaria total. Mas acho que foi a forma com que me arrastei pela merda que fez a diferença”. (Página 52 – Ilustração de Robert Crumb).

Anúncios