março 2011



Mister Obama and family já estão em Brasília.

Aliás, Michelle chegou num vestidinho de chita, vermelho com bolinhas, muito do lindo.

Enquanto Brasil e Obama, em Brasília, fingem que não tem nada com a Líbia …

Aliás, Brasil se abstém da exclusão aérea em Tripoli e aceita aqui. Pode?

Brasília, Brazil, tudo OK para a chegada da Família Obama. Até as pedras,  na Esplanada dos Podres Poderes, colocadas em frente ao Palácio do Planalto, estão prontas para serem lançadas quando ele aparecer ao lado de Dona Dilma, no Parlatório.

Na Esplanada dos Mistérios, em frente à Catedral do ateu Niemeyer, os garis limpam os últimos detritos da podridão, mãos sujas, corrupção, tudo ladrão, será que o Obama sabe disso? Welcome ao país da hipocrisia, quer dizer, da utopia.

Ainda na Esplanada, líbios e iranianos, vindos de ônibus, direto da Tríplice Aliança, no Paraguai, se juntam aos outros manifestantes em apoio ao Obama: MST, UNE, PT, CUT, Cufa, Margaridas and all. Ah… mais venezuelanos e cubanos, todos hermanos. Preste atenção na cor das bandeirolas e no cartaz  da ONU.

Em cima da Catedral de Brasília, um atirador de elite se prepara para a passagem do Obama (Cia? FBI? Alkaida? PF? Kadaffi? Hugo Chaves? Fidel Castro? Superman? Ou seria o Lula?)

Muita festa na passagem de Mr Obama por Brasília, com ruas enbandeiradas, parece Copa do Mundo, mas preste atenção na segunda bandeira da foto abaixo. É a bandeira oficial de Chicago, terra oficial do Obama. South Chicaco, hello!

Enquanto isto,no Rio de Janeiro, onde Obama visita o Complexo do Alemão e a Cidade do Diabo, a festa acontece tem mais de uma semana,  com a Cinelândia toda engalanada de bandeiras tupiniquins, colocadas pela turma do Flamengo, só podia ser, além dos de sempre: PT, CUT, MST, UNE et caterva. Tudo que cantava Gringo, Go Home. And now, de quatro, já!

Entonces, Mister Obama, thank you, very much, viste, acá em Buenos Aires, capital de Brasil, líder da América Latrina, quintal da América da Morte,  né, Mr Black? Aliás, por aqui,  tudo acaba em Carnaval mesmo. Abaixo, as duas bandeiras, lado a lado, Brazil & USA. Tipo,  assim,  Aliança para o Progresso, do teu espelho, o Kennedy. Yes, nós temos J.K.

E para terminar, o povo unido na Esplanada, conduzido por MST-PT-UNE-CUT,  saúda efusivamente Mister Barack Bin Ozama pela invasão da Líbia. Tomara que tenham o mesmo sucesso do Vietnan, Coreia, Iraque e Afganistão.

IN GOD WE TRUST, bicho!

Make Peace not War.

Related Articles


E pensar que eu fui embalado pelos poemas de Fernando Pessoa na voz da Bethania.

No Oficina, Opinião, protestos contra a dita-dura e, agora, mole.

Mole que nem meu miolo, antes um touro.

Ouvia Bethania, ao vivo, tomando charope ao lado da mina.

E tô doido, agora, velho, por conta do Projeto Quitanda.

Coisa desses cumpádi baiano tudo órfão do Toninho Malvadeza.

Um milhão e oitocentos mil  das tetas da Viúva para fazer um Blog de Poesia.

Puta que pariu, manus Caetano, Gil, Gal e Bethania.

E neste meu blog aqui, não pinga nada, só uma porrada de X-9 de olho nele.

Uma vacilada, e lá vem a brega com vontade de ter um pau na mão.

Acredite se quiser.

No blog de poesia da Maria Bethania, ela, diretora artística, mama 600 mil.

Coordenador Editorial, 120.

Coordenador de Projeto, 120.

Assessor de Imprensa, 24.

Editor de Som, 91.

Consultor, 30.

Contador, 30.

Ah … o motoboy, mama cinquinho.

Então, imploro duas coisas.

1 – Mande eles pra porta da Usina Nuclear lá no Japão.

2 – Mande esta dinheirama aqui pro meu blog.

De prova, segue esta trova da minha larva:

 

” Vendo minha alma

Pede-se preço bom

 Até porque o corpo

 Não é + promoção”

 

Para ver a mamada completa,  aprovada pela Viúva , clique abaixo:

 http://www.implicante.org/arquivos/projeto_bethania.pdf


Estou cá num dos empregos.

Por ser jornalista, sou que nem médico e advogado.

Que nem prostituta.

A brincadeira é sobre quem a gente devia mandar,

para ficar de plantão,

na porta da usina nuclear do Japão, e coisa tal.

Tipo uma das chefias…

Daí, uma colega verde diz:

– Nossa, e se essa nuvem atômica japonesa chegar até aqui em cima da gente.

Um colega, marrom, na hora responde,  tipo falso carola: 

– Vai ser castigo mais do que merecido.

Quem mandou a gente jogar duas bombas atômicas em cima deles.

Agora, eles estão se vingando do mundo.

 Bem feito.

Moral:

Risos amarelos enchem o recinto insalubre.


Abro meu gemaíl e olha só o que recebo:

Acontece que este meu grande e velho amigo, Antonio Arraes, morreu.

Em setembro de 2010.

Tem até um post especial para ele.

Saudades …

Ou será que não?

https://mamcasz.wordpress.com/2010/09/15/meu-amigo-sempre-foi-um-chato-morreu/


 A  lembrança mais antiga que eu tenho do Japão,  fora a da infância, no Paraná,  é esta:

Em 1900 e tanto, estive lá, quando o Heroito, imperador, morreu.

 O ex-Deus,  que levou duas bombas atômicas na cara, jogadas pelos gringos, em Hiroshima e Nagasaki.

Foi  crime de guerra  pior que o do tio Adolfo ou do primo Bin Laden.

E ficou tudo por isso mesmo, ou seja, nada.

Ao meio-dia, daquele dia,um minuto de silêncio pelo Hiroito.

Prefiro, mesmo jornalista, passar o momento no metrô da cidade mais populosa do mundo.

Silêncio. Vazio. Sepucral. Um minuto de silêncio total. Parada mesmo.

E olha que eu estava com a credencial para estar lá dentro do palácio das ninjas.

Este post eu dedico pro Edson,  meu amigo ninsei, que mora no Japão.

 Eu o  conheci no Cambojda, ele a caminho do Vietnã, e eu, continuando para a Birmânia.

 Sorry, nova classe média tupiniqueira. É coisa profunda, do Kmer Vermelho.

Torço que esteja tudo bem com ele.

Moral.

O mesmo para  os ninseis, sinseis, dodescadein, sei lá o quem.

Para quem passou por Hiroshima e Nagasaki, não vai ser uma marola dessas que vai derrubar.

Abraços.

 


Na sequência do Buquê para Colombina, do post abaixo,  fico feliz pelo resultado das respostas.

Das 58 mulheres que me agradeceram pelos votos do Dia Internacional da Mulher, 47 escolheram a flor Amaryllis.

 Elas dizem que se sentem honradas por terem orgulho de serem mulheres.

E  resposto que eu também, por  tão premente companhia.

 Amaryllis Brasiliensis.

 Hippeatrim hybridum.

 Flor de Lis.

Desejo, portanto, que minhas amigas mulheres continuem assim,

Açucenas.

 

 

Para as mulheres amigas que se orgulham de serem Amaryllis.

Sois que nem a  flor:  altiva, elegante e graciosa.

Na mitologia,  a preferida do deus Apolo.

O mais belo de todos os tempos.

Pois, com razão, o orgulhoso.

De que?

De ter tamanhas amigas.


A bouquet for Columbine

 &

International Women’s Day 

 

  

Para Amarilis – flor orgulhosa:

  

Um beijo em ti, Mulheraça!

Tu mostras os peitos,

Alimentas a Vida

Imensa, na fome

… de Amor. 

 

 

   

Para Anêmona – flor persistente:

  

 Dois beijos em ti, Mulheraça!

Tu suas as ancas,

Geras o fruto

Doído, és chefe

… da Família.  

 

 

Para Prímula – flor jovem:

 

 Três beijos em ti, Mulheraça!

Tu levas um murro,

Devolves sussurro

Na cama,  pétala

… de Flor.

 

 

Para Açucena – flor angustiada:

 

 Mulheraça!

Tu sustentas filho, marido,

 Cachorro, e o papagaio

Ressoa no espelho:

 Ainda és a mulher mais bonita

… do Mundo?

 

 

Para Beladona – flor sincera:

  

Neste teu Dia Internacional,

Mulheraça!

Um Beijo

Do tamanho da tua precisão –

Correto,

Dado e passado,

Presente e futuro.

  

 

Para Tulipa – amor perdido

e

 Para Acácia – amor secreto

  

 

 Do sempre: 

Eduardo Mamcasz

 Poeta Quase-Zen

08/03/2011

  

*****

 

Ouça-me:  

http://snd.sc/hCOnmF

  

*****

 1

To Amaryllis  – a proud flower:

 One kiss, Super Woman! 
You show your breasts,
And aliments the Life,
Immense , in your hunger
… Of Love.

2

To Anemone – a persistent flower:  

Two kisses, Super Woman!
You perspires on hips,
To reap the fruit, 
Hurt, you’re a boss
… Of the Family.

3

To Primrose – a young flower:

Three kisses, Super Woman!
You take a punch,
Devolves whisper
In the bed, petal
… Of Flower.

4

To Azucena – an anguished flower:
 
Super Woman!
You support son, husband,
 Dog, and the parrot
Resonates in the mirror:
 Are you still the most beautiful woman
…Of the World? 

To Belladonna – a honest flower:  
In this your  day,
Super Woman!
A kiss
From the size of your accuracy –
Correct,  
Given past,
Present and future.
Eight of March.
International Women’s Day. 

  To Tulip – a hopeless flower

and

To Acacia – a secret love

 From:

Eduardo Mamcasz
Almost Zen-Poet 

 **** 

Hear me (brazilian language only): 

http://snd.sc/hCOnmF

 

 

 

 

« Página anteriorPróxima Página »