dezembro 2012



Nossa Senhora de Brasília

Que em 2013 reine

 Certeza soberana

 Sobremesa farta

Na mesa e na cama

 Sem nos chafurdar em tanta lama.”

Oscar Niemeyer: Cathedral of Brasília. The sta...

Oscar Niemeyer: Cathedral of Brasília. The statues are works by Alfredo Ceschiatti (Photo credit: Wikipedia)

            Esta poesia eu fiz em 2005.   Foi o Natal do estouro do Mensalão do PT.   Há sete anos, vacas gordas para eles, mando esta mensagem, em toda passagem.

           Que o tempo de vacas magras, que nem na Bíblia, um dia chegue para eles.       

           Será? Leia e escute, ao som do Hino Nacional, clicando no link abaixo. 

https://soundcloud.com/mamcasz/feliz-ano-novo-povo-by-mamcasz

FELIZ ANO NOVO (foto)

Foto tirada na época, no pico das Montanhas Rochosas, no Canadá,

no começo de uma licença de seis meses, na Firma, sem custos para a dita cuja,

e no começo de uma volta ao mundo, no prelo, o livro From Alaska to Jeruisalen.

A íntegra mensagem:

Feliz Ano Novo, Povo.

(Para ler ao som do Hino Nacional)

Nossa Senhora do Brasília,

Santa dos sobressaltos,

Vos rogamos um presente bem brasileiro:

Que  ressuscitemos,  de  uma  só  vez,

Sem  ser preciso  ser santo nem  suar de medo

Nesta  incerteza de tantos segredos.

E adicionemos  a  este  nada,  o tudo

Que, noves fora, sonhamos  conceber.

E multipliquemos o zero da fartança,

Dividido pela dúvida agora do ato,

Que espanta, de fato, a esperança.

Que reine,  na certeza soberana,

Sobremesa farta,

na mesa e na cama,

 Sem nos chafurdar em tanta lama.

Ouça bem, Nossa Senhora de Brasília,

O brado fervoroso do vosso povo:

Tenhamos a nossa vez.

São os votos de Mamcasz, Poeta-Zen,

E de sua consorte, Cleide.

Amém.

https://soundcloud.com/mamcasz/feliz-ano-novo-povo-by-mamcasz

Povo Brasileiro

Povo Brasileiro (Photo credit: Samuel Magalhães)

Anúncios

 Era uma vez o menino cordeiro 

Filho da ovelha bendita Maria

Adotado pelo marceneiro  José.

*

Em berço de palha é embalado

 Na manjedoura de ida vindoura

Ao ponto da falha na vida afiada.

*

Ai que saudades do leito que vai

 E do berço que vem em nome do

Filho dos mil Noéis deste mundo.

 *
Para me ouvir, clique abaixo
 

https://soundcloud.com/#mamcasz/feliz-nova-era-by-mamcasz

Feliz Nova Hera by Mamcasz]

Do então cordeiro não mais bebê

 Na toalha se vê o rapaz tão bonito

Na cabeleira a coroa de espinhos.

*

Bendito Cristo menino que berra: 

 Quero mais ouro, incenso e mirra

Extraídos dos magos reis mágicos.

*

Quero a estrela que seja só minha

 Na manjedoura em que escolherei

Meu tesouro de presente natalino.

*

Quero mesmo uma festa  tri-legal

 Porque sou  filho da ovelha Maria

Pai desconhecido etecétera e tal.

*

Quero firmado no meu testamento

 Que neste dia o mundo me deseje

Até no pensamento um Feliz Natal!

*

Para você também

 Fagulhe o incenso

 Um cheiro de vida.

*

Muito ouro e mirra

 No ano que aí vem

 Na mira de alguém. 

Amém.

*

Feliz  Nova  Era  (2013)

*

Para 2012, clique abaixo

https://mamcasz.com/2011/12/29/happy-new-2012/

Para 2011, clique abaixo

https://mamcasz.com/2010/12/15/2011/

Para 2010, clique abaixo

https://mamcasz.com/2009/12/28/happy-chistmas-proce-throughout-all-the-days-of-2010/

( Eduardo Mamcasz – Poeta Quase Zen )

Natal 04 by Mamcasz

 

There was once a boy lamb

Sheep son of Mary Blessed

Adopted by cabinetmaker Joseph.

*

In cradle of straw is packed

 On the way to come manger.

*

Oh how I miss going to bed

And the cradle that comes in the name of

Son of the thousand Noéis this world.

*

 Von dann nicht mehr Baby Lamm

Das Handtuch den Jungen gesehen, so schön

Haare auf der Dornenkrone.

Selig Christ Kind, das schreit:

*

Wollen mehr Gold, Weihrauch und Myrrhe

Von den Magiern Könige Magie extrahiert.

*

Ich möchte der Star mein eigenes sein

 In der Krippe auf diesem Pick

Meine wertvollen Weihnachtsgeschenk.

Natal 03 by Mamcasz 

 

 Je veux vraiment un parti tri-légal

 Parce que je suis le fils de Marie moutons

Père inconnu et ainsi de suite et ainsi de suite.

*

Je me suis inscrit dans mon testament

 À ce jour, je voudrais que le monde

Même en pensée un Joyeux Noël!

*

Ciebieteż

Kadzidłofagulhe

Zapachżycia Bardzozłotoimirrę.

*

Rok, którynadchodzi

Nawidokkogoś.

*

 

Natal 02 by Mamcasz

 

(mais…)


In addition to traditional defense of northeastern causes many social and economic issues are present in the lyrics of more than five hundred songs Gonzagão that were alive, would be completing one hundred years. Hear my economic respects.

Luiz Gonzaga faz cem anos de rei do baião brasileiro 

Além da tradicional defesa das causas nordestinas, muitos temas sociais e econômicos estão presentes nas letras das mais de quinhentas músicas do Gonzagão que, vivo fosse, estaria completando cem anos. Ouça minha econômica homenagem.

Clique abaixo para ouvir

https://soundcloud.com/#mamcasz/gonzagao-cem-anos-de-vida

Caruaru (Pernambuco), Brasil. São João 2005. Q...

Caruaru (Pernambuco), Brasil. São João 2005. Quadro de Luiz Gonzaga. Caruaru (Pernambuco), Brazil. Luiz Gonzaga. (Photo credit: Wikipedia)

Script completo

TEC/ Vinheta de Abertura

 LOC/ Luiz Gonzaga, o rei do baião, o maior defensor das causas nordestinas, se vivo fosse, estaria completando cem anos de idade neste dia 13 de dezembro, quinta-feira. E o que o Gonzagão tem a ver com este Trocando em Miúdo, que só fala de Economia? Muito. É só procurar pelas letras das mais de quinhentas músicas dele. Vamos nessa?

 TEC/  (Minha vida é viajar por este país – http://letras.mus.br/luiz-gonzaga/82381/ )

 LOC- Distribuição de renda. Todo mundo sabe que o Sul Maravilha tem muito. O Nordeste, pouco, Na letra da música “Bom? Prá uns.” Luíz Gonzaga canta que “ tem gente que vive por viver, e pra não morrer, vive enganando a vida”. E pergunta para o ouvinte:

 TEC/  (Tá tudo bom?Tá tudo bom?Tá tudo bom … prá uns; prá outros,  não. http://letras.mus.br/luiz-gonzaga/1564329/)

 LOC/ E nestes dias em que tem tanta gente hoje chamada de inadimplente, suando para pagar a dívida, juros altos no banco? Principalmente o agricultor. Pois escuta só o Gonzagão na música dele “Eu sou do banco”. Passa o matuto do sertão, com meia dúzia de bois, e o povo pergunta para o bicho na frente. De quem é esta boiada?

 TEC/ ( Eu sou do banco. Banco do Brasil. Banco do Nordeste. Da peste. Em Pernambuco. Bandepe!  http://letras.mus.br/luiz-gonzaga/1565378/ )

 LOC/ Vamos em frente com o Trocando em Miúdo de hoje em homenagem aos cem anos de vida de Gonzagão, que se completam nesta semana. Só falando de economia, pode? Tanto pode que ele canta, por exemplo, uma coisa que hoje está na moda. Como tirar o dinheiro dos royalties da Petrobrás.

TEC/ (Brasil, meu Brasil/Tu vais prosperá tu vais/Vais crescer inda mais/Com a Petrobrás/

http://letras.mus.br/luiz-gonzaga/1561822/ )

 LOC/ E vamu que vamu. Outra coisa que agora está na moda. Economia sustentável. Preservação da natureza e tal. Pois não é que o nosso Gonzagão, há muito tempo, cantava este xote ecológico. Preste atenção.

 TEC/ (E o verde onde é que está ? Poluição comeu/  Nem o Chico Mendes sobreviveu/

http://letras.mus.br/luiz-gonzaga/295406/ )

LOC/ E só para fechar esta prosa animada de hoje. E apressando a cantoria. A melhor música de todas do Gonzagão, melhor ainda do que Asa Branca, pelo menos para mim, e que fala da eterna seca que atinge o povo nordestino, é a obra prima dele. A Triste Partida. Esta é a nossa homenagem pelos cem anos de nascimento de Luiz Gonzaga, o Gonzagão, nesta semana. É uma música longa, tão longa quanto a seca no Nordeste. Ele começa cantando que setembro passou, quando deveria ter dado a primeira chuva,   e nada. Já tamo em dezembro e o que vai ser de nós…

 TEC/ (Assim fala o pobre/Do seco Nordeste/ Com medo da peste/ Da fome feroz/)
LOC/ Mas noutra esperança, continua Gonzagão na música Triste Partida cantando a seca nordestina, o povo se agarra na   chuvinha no Natal. Nada. O sol veio vermeio. E assim vai, no mesmo verão, até fevereiro e nada.  Apela para março  …

 TEC/ ( Mas nada de chuva/ Tá tudo sem jeito/ Lhe foge do peito/ O resto da fé/)
LOC/ Daí, perdida toda esperança, o nordestino começa a “Triste Partida” de fato em direção ao Sul Maravilha. E este nordestino, antes dele partir para a vida, ele faz o que,  Gonzagão?

 TEC/ ( Vende seu burro/ Jumento e o cavalo/ Inté mesmo o galo/ Venderam também/)
LOC/ E a história continua, cada vez mais triste, isto é economia, do nordestino expulso pela seca a procura de emprego no Sul, onde ele era chamado de nortista. Tem a longa estrada da vida, a chegada, a dor da saudade do agreste, devendo ao patrão, sulista, sofrendo o desprezo de todos, até que Luiz Gonzaga, Gonzagão cem anos de nascimento, dia 13 de dezembro, acaba com esta bordoada:

 TEC/ ( Faz pena o nortista/ Tão forte, tão bravo/ Viver como escravo/ No Norte e no Sul)

 LOC/ Então, tá. Inté e Axé.

TEC/ Vinheta de Encerramento.

English: Statue of Luiz Gonzaga. Campina Grand...

English: Statue of Luiz Gonzaga. Campina Grande (Paraíba), Brazil. Português: Campina Grande (Paraíba), Brasil. Estátua de bronze de Luiz Gonzaga. (Photo credit: Wikipedia)


Oscar Niemeyer Museum (NovoMuseu), Curitiba, B...

Oscar Niemeyer Museum (NovoMuseu), Curitiba, Brazil (Photo credit: Wikipedia)

Comunista, Oscar Niemeyer dizia que a arquitetura dele era para rico. Além dos mais de 500 projetos espalhados pelo mundo,    ele  deixa uma obra social apenas no escrito, onde  lamenta a miséria que o cerca. Confessa que a arquitetura  dele nunca foi  dirigida para os pobres que, no entanto, como consolação proletária, têm a felicidade de sentir a emoção diante da obra criada.

Ouça-me

https://soundcloud.com/#mamcasz/arquitetura-de-niemeyer

Brazilian Congress being washed by rain. Archi...

Brazilian Congress being washed by rain. Architecture by Oscar Niemeyer. (Photo credit: Wikipedia)


Brazil has shitty GDP in 2012

             Brazil is expelled from the BRICs. Neither did with Paraguay in Mercosul. All because of our Pibinho of Shit this year 2012. Under one percent, or zero over some thing. No use plant more soybeans or send John Doe mingling consumption. GDP in the quarter of 0.6 makes everyone naked all nude: economists,  experts, financiers, banquists, analysts, and even ministers and last but not least, the King, I mean, the Queen of this Brazil varonil.

           Brasil é expulso do BRICs. Que nem fez com Paraguay no Mercosul.Tudo por conta do nosso Pibinho de Merda neste ano de 2012. Abaixo de um por cento, portanto, zero mais alguma coisinha. Não adianta plantar mais soja nem mandar o Zé Povinho se lambuzar no consumo. PIB de 0.6 no trimestre deixa todo mundo pelado, nuzão: economistas, economicistas, especialistas, financistas, banquistas, analistas, minisros e até o Rei, quer dizer, a Rainha.

        By the end of the year some part of this chess tupiniquim will fall. It is the law of the market. Only thing that remains steady is the “God of Heaven!” In the notes of our real, which are now worth less than the 2.12 dollar of the “decadent capitalist empire.” Okay, loser? Bomfíndi.

       Até o fim do exercício alguma peça desse xadrez tupiniquim vai cair. É da lei do mercado. Única coisa que continua firme é o “Deus do Céu!!!”nas notas de um real, que valem hoje 2,12 menos do que o dólar do “império capitalista decadente”. Certo, mané? Bomfíndi.

Coat of arms of Capitán Mauricio José Troche

Coat of arms of Capitán Mauricio José Troche (Photo credit: Wikipedia)