abril 2011



Elvis Presley meeting Richard Nixon. On Decemb...

Image via Wikipedia

Sabado, 30 abril 2011, um dia antes do papa polaco virar beato, para gozo das falsas beatas com quem convivo no trabalho.

Falamos dos tempos de Santa Teresa, no Rio, numa casa de onde, no terreno dos fundos, tudo acontecia.

Por exemplo:

Fazer psiu pro Cristo Redentor, de costas para a gente, o pinto apontando para a turma de Copacabana.

E o rabo para o lados de nos malucos.

Continua o mesmo…

Outro exemplo lembrado hoje:

Fizemos uma festa da morte de setimo dia do Elvis Presley.

Me and Mister Bob.

Eu, de barba, tocando na flauta o Hino Nacional dos Estados Unidos.

E o Robert o cantando.

Me, never, of course.

Tudo isto aconteceu hoje em Carrboto, Carolina do Norte, USA.

 TRINTA ANOS DEPOIS.

Foi o tempo que levei para conhecer a casa, no meio do bosque, com varanda e tudo, e a varanda dele.

 And family,of course, meu.

Mais uma surpresa:

Ele me mostra o original de um livreco de mimeografo (what this,my God?), com um texto meu:

Chapeuzinho vermelho (verde). 1975. Yes!!!

Nao a toa que Mister Bob aceita ser  meu tradutor oficial, para o ingles, do meu livro

POMBAL   DE   GENTE   INACABADA.

Demais… alem da conta … momentos…

Depois disso, me resta esta foto, tirada na Georgia, numa recrational area. Parecido com o Joaozinho. Me sentindo um pinto no meio do lixo, quer dizer, um pato na agua, que nem afogando o ganso.

Inte e Axe.

Anúncios

National Park of USA. Tipo Ibama-Instituto Chico Mendes. Mas que pena da bosta do nosso Ibama. Este e um camping no Great Somokies, uma montanha protegida faz 100 anos que fica entre Georgia, Carolina do Norte e Tenessee. Tem mais visitantes do que o Brasil inteiro. Chega-se ao visitor center, tem cafe, banheiro limpissimo, gente atenciosa, estrada asfaltada e enfaixada, point view, carros inumeros e sempre novos, enfim, o direito de acesso a natureza previsto na primeira emenda da Constituicao. Na hora penso nos parques do Ibama no Brasil. Um vexame total.

Antes que um ecochato petelho venha encher meu saco com papo de imperialista o catzo porque replico com a pergunta a respeito do porque um invalido, velho, cadeirante, perneta e tal nao pode ter acesso a um bem dado pela natureza e que nao se pretende apenas ser preservado mas ser admirado pelo cidadao. Cacete!!! Alias, vao cagar no mato porque num parque nacional, aqui nos States, tem banheiro limpissimo, no meio do mato, energia solar e tudo.

O melhor mesmo sao os cartazes pelo caminho e este ofereco com todo carinho para quem me acompanha e acha preocupado que estou no olho no furacao, embora certas comparsar de trabalho estejam orando para que isto aconteca mas este cartaz, no alto no monte, feito por um indio cherokee, diz tudo:

Ah…  o nome deste indio deste retrato super lindissimo: SHEN GOSHORN. E abaixo, o tranquilo  ex-cacique, sempre indio, apesar do desejo das mocreas desmioladas estarem, no fundo, sentadas aqui no meu colo:

E atendendo aos apelos-ordens da minha eterna cacique,la vem ela:


Storm. Tornedo. Tempestade. Chuvona. E a gente ate agora correndo na frente. Todo mundo falando dela. Na Georgia, acabamos de sair. No Tenessee, estamos aqui do outro lado,mais pro East, ainda na Carolina do Norte, no subsolo das Smokies Mountais, num  motel de beira de estrada, 30 dolares, com tv a cabo, wi fi internet free, e rapida, geladeira, microwave e tal, dentro de uma reserva dos indios Cherokee, que estao bem diferentes dos tempos do John Waine, nos filmes de Holywood, porque agora tem cassino, bingo, posto de gasolina e caminhonetao de goiano. Mas como estava falando, pretende continuar assim: sempre na frente da tempestade. Inte e Axe.



  Sarava!

Passei meu Domingo de Pascoa na Igreja do Ebenezer, a mesma onde o bispo era o Martin Luther King, enterrado ali mesmo, num monumento, nome de avenida em tudo que lugar dos USA. Mas foi assassinado… I had a dream… Sarava. Axe e Inte. Passo esta correndo, num wifi de motel de estrado, em Madison, USA, sem editar.


1 – INSS sem fila. Mentira.  Entro no site, tento no 135, apenas para mudar a senha. Tamos  gravando, diga se aceita, abaixe as calças. Ok. Demora. Resposta. Só para o dia 03 de junho (hoje é dia 19 de abril). Assim mesmo, só na Ceilândia, outro país, longe aqui da ilha. Se eu ainda tivesse a proteção da CUFA. Mandei à merda!

2  –  Compra pela Internet. Colombo. Geladeira e fogão para a velha sogra. Pago à vista. Vem confirmação pelo email. Com esta pérola: você merece ser atendido por nós com a máxima presteza. E a data provável de entrega: dentro de 32 dias. Não mandei à merda por causa da velha.

3 – Eleição para representante dos empregados no cemitério onde trabalho como coveiro. Sindicatos entram no meio que forçando a barra. Resultado: pouca participação da plebe. Maior silêncio tenebroso, fúnebre, falso e desconfiado. Sem direito de mandar a patrulha à merda. Tá feio o encosto. Descola deu, manezinha!

4 – Fui no Banco do Brasil. O Banco da Fulana. Cartão da sogrona na mão. 87 anos. Senha especial. Carreguei a velha escada acima. Esperamos 15 minutos pela chamada. Daí, noto que o Painel Eletrônico continuava, desde o começo, PIFADO no 102. Estavam chamando no olho. Reclamo. Atendido. Demorado. Um gerente para dez filhos do Lula recém-empregados. Ineptos. Resultado. Para fazer isso tem que ir no caixa. Carrego a velha escada abaixo. Daí, bem brasileiro, pego duas senhas. Uma de velho. Outra de moço. Adivinha qual foi chamada antes. EU SOU É JOVEM!!! Por isso, mando todo mundo à merda, e saio de férias. Antes, mando o dinheiro para outra conta, claro. NÃO SOU BURRO. Idiota é a minha sogra que tem conta em banco do governo.

*

Que mais?

Vou-me embora pra Passárgada.

Lá sou amigo do nego rei.

Vou nadar no Mississipi.

Mergulhar no tornado.

Então, inté e axé, tá?


 

 At least 15 children shot in Rio´s school – Brazil 

 

 

 PARE! OLHE! ESCUTE! PASSE!

In God we believe. Será?

Clique abaixo:

http://www.clarin.com/mundo/Desesperacion-sangre-minutos-despues-masacre_0_458354385.html

 

 

 

Letter from Rio child killer

“First you should know the unclean can not touch me without gloves, only virgins or those who have lost their chastity after marriage and were not involved in adultery could touch me without gloves, or no fornicator or adulterer may have contact  direct me, nor anything that is impure can play in my blood. “

 

 

Carta do matador de criança do Rio

“Primeiramente deverão saber que os impuros não poderão me tocar sem usar luvas, somente os castos ou os que perderam suas castidades após o casamento e não se envolveram em adultério poderão me tocar sem usar luvas, ou seja, nenhum fornicador ou adúltero poderá ter contato direto comigo, nem nada que seja impuro poderá tocar em meu sangue”.

1

http://news.blogs.cnn.com/2011/04/07/at-least-15-children-reportedly-shot-in-brazil-schoolroom/

2

http://www.lemonde.fr/ameriques/article/2011/04/07/une-fusillade-fait-treize-morts-dans-une-ecole-a-rio-de-janeiro_1504487_3222.html

Próxima Página »