This is the sum of which still remain in extreme poverty, 6.9% of the population, and in poverty, 20.6%, though these numbers have changed for the better, according to data collected by the National Survey by Household Sample (PNAD) made by IBGE, between the years 2009 and 2011, and released now.

Brasil ainda tem 54 milhões de pobres

Esta é a soma dos que ainda continuam na extrema pobreza, 6,9% da população, e na pobreza, 20,6%, ainda que estes números tenham mudado para melhor, segundo dados coletados pela Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio (Pnad), feita pelo IBGE, entre os anos de 2009 e 2011 e, divulgados agora.

 

A prosa de hoje fica em cima da quantidade de extremos pobres, pobres, ricos e extremos ricos, além da mudança que aconteceu, quem passou para cima, de bom que ninguém caiu. E fica a pergunta que não quer calar os técnicos do IBGE, que completaram a PNAD, e do IPEA, que agora estão analisando. Os dois são do governo. É o seguinte. Se a taxa de DESEMPREGO é a melhor do últimos anos, se o número de pessoas que escapou da pobreza é mais de cinco milhões em dois anos, enquanto por que acontecem duas coisas. Uma. A economia continua caindo, principalmente a indústria, que está abaixo de zero. E o pior. Os jovens, a partir dos quinze anos, estão deixando a escola. E os pobres?

* * * * *

Vamos então para os chamados pobres. A renda familiar média mensal aumentou 14,87 por cento. Pula para 508 reais. Abaixo do mínimo. Melhor ainda. A quantidade de pobres caiu de 23,9 para 20,6 por cento do total. Notícia boa. Cinco milhões e 600 mil pobres a menos. E a ruim? Tem? É o seguinte. Pelos dados coletados pelo IBGE nesta PNAD, ainda existem, hoje, no Brasil, 40 milhões e 300 mil pobres. Somando pobres com extremos pobres a gente volta ao começo da prosa de hoje. Brasil tem 54 milhões de pobres. Ou 53 milhões e 900 mil. Que mais?

Então me ouça, pessoa:

http://soundcloud.com/mamcasz/brasil-tem-54-milh-es-de


 The Brazilian economy can grow between 2% this year, the government’s projection, to 1.57%, by financial analysts, 1.5% by UNCTAD UN, 1.4%, Fiesp or even 1.3% , Fundação Getulio Vargas, jeopardizing the position of the world’s sixth largest economy, according to the British magazine The Economist.

  PIB do Brasil é o pior da América Latina em 2012

A economia brasileira pode crescer neste ano entre 2%, pela projeção do governo, a 1,57%, pelos analistas financeiros, 1,5%, pela Unctad da ONU, 1,4%, pela Fiesp ou até mesmo 1,3%, pela Fundação Getúlio Vargas, colocando em risco a posição de sexta maior economia do mundo, segundo a revista inglesa The Economist.

Então me ouça, pessoa.

http://soundcloud.com/mamcasz/pibinho-do-brasil-o-pior-dos

Coat of arms of Brazil, official version Españ...

Coat of arms of Brazil, official version Español: Escudo de armas de Brasil, versión oficial Português: Escudo de armas do Brasil, versão oficial (Photo credit: Wikipedia

After all, the Brazilian economy grows as this year 2012? One thing is certain. The four and a half percent, it said in January, there’s more. Brazil does not have a lot less time and conditions. So our GDP grows as this year? Let’s do this! Gross Domestic Product. The sum of wealth produced. In Brazil, it is measured by the IBGE, every three months. The worst projection made so far, for this year’s GDP, is 1.3 percent, Ibre made by the Brazilian Institute of Economics, Getulio Vargas Foundation. Almost equal to the projection of 1.4 percent made by FIESP, Federation of Industries of the State of São Paulo. There’s more. Brazil’s GDP grows this year and one half percent. Word of UNCTAD, the UN agency that cares for the world economy. United Nations Conference on Trade and Development. What else?

$$$

Os cem maiores analistas do mercado financeiro, ouvidos toda semana pelo Banco Central do Brasil, e publicados no Boletim Focus, toda segunda-feira, acham hoje o seguinte. Neste ano, a economia brasileira cresce apenas 1,57% por cento. E o governo, espera o que? Bom, da parte do ministro da Fazenda, em janeiro achava que ia ser de quatro e meio, em agosto baixou para três e agora aceita que pode ser alguma coisa em torno dos dois por cento.

$$$

The hundred largest financial market analysts, ears every week by the Central Bank of Brazil, and published in the Bulletin Focus, every Monday, find the following today. This year, the Brazilian economy grows only 1.57% percent. And the government expects what? Well, the part of the Minister of Finance in January thought would be four and a half in August dropped to three and now accepts that it may be something around two percent.

 http://masquenoticias.com/se-cae-la-b-de-bric-problemas-economicos-en-brasil/


Ethos   Institute, 

in recent ressearch made in ​​the 500 largest companies in Brazil,

shows that in total of 1.162  CEOs, only 62 are black men.

The number of women is 6, all brown, no one black.

Learn more now in the second part of the special series

“Discrimination in the black labor market“.

  

Pesquisa do Instituto Ethos,

feita nas 500 maiores empresas do Brasil,

mostra que dos 1.162 diretores-executivos, apenas 62 são negros.

O número de mulheres é 6, todas pardas, nenhuma preta.

Saiba mais, agora, na segunda parte da série especial

“Discriminação do negro no mercado de trabalho”.

Now, clique e listen me

http://www.ebc.com.br/cidadania/galeria/audios/2012/07/maioria-dos-brasileiros-ainda-sofre-discriminacao-no-trabalho


1 – INSS sem fila. Mentira.  Entro no site, tento no 135, apenas para mudar a senha. Tamos  gravando, diga se aceita, abaixe as calças. Ok. Demora. Resposta. Só para o dia 03 de junho (hoje é dia 19 de abril). Assim mesmo, só na Ceilândia, outro país, longe aqui da ilha. Se eu ainda tivesse a proteção da CUFA. Mandei à merda!

2  –  Compra pela Internet. Colombo. Geladeira e fogão para a velha sogra. Pago à vista. Vem confirmação pelo email. Com esta pérola: você merece ser atendido por nós com a máxima presteza. E a data provável de entrega: dentro de 32 dias. Não mandei à merda por causa da velha.

3 – Eleição para representante dos empregados no cemitério onde trabalho como coveiro. Sindicatos entram no meio que forçando a barra. Resultado: pouca participação da plebe. Maior silêncio tenebroso, fúnebre, falso e desconfiado. Sem direito de mandar a patrulha à merda. Tá feio o encosto. Descola deu, manezinha!

4 – Fui no Banco do Brasil. O Banco da Fulana. Cartão da sogrona na mão. 87 anos. Senha especial. Carreguei a velha escada acima. Esperamos 15 minutos pela chamada. Daí, noto que o Painel Eletrônico continuava, desde o começo, PIFADO no 102. Estavam chamando no olho. Reclamo. Atendido. Demorado. Um gerente para dez filhos do Lula recém-empregados. Ineptos. Resultado. Para fazer isso tem que ir no caixa. Carrego a velha escada abaixo. Daí, bem brasileiro, pego duas senhas. Uma de velho. Outra de moço. Adivinha qual foi chamada antes. EU SOU É JOVEM!!! Por isso, mando todo mundo à merda, e saio de férias. Antes, mando o dinheiro para outra conta, claro. NÃO SOU BURRO. Idiota é a minha sogra que tem conta em banco do governo.

*

Que mais?

Vou-me embora pra Passárgada.

Lá sou amigo do nego rei.

Vou nadar no Mississipi.

Mergulhar no tornado.

Então, inté e axé, tá?