IN GOD WE TRUST … QUER DIZER  …

      Passo aqui numa cidadezinha morta em Ohio, chamada Zanesville, e tiro uma foto no parque ao lado do rio chamado Muskingum, 150 anos depois da Guerra Civil norte-americana que matou mais de milhao.

      E escuto-vejo na TV Mister Ozama, sorry, Obama dizendo que, in the name of the GOD, nos acabamos de matar o Ozama Bin Laden, dois dias depois que matamos o filho mais novo do Gadaphi, 20 anos depois do Vietnam e por ai vamos.

      Interessante a reacao aqui dos red neck, que sao os caipiras do matao, e perguntei hoje de manha quando abastecia o carro, gasolina a 4,17 dolares o galao que da 3,7 litros. paguei 3,12 noutra viagem, ha cinco anos.

      Mas dai perguntei pro matuto de Ohio se ele acredita que o corpo do barbudo jogado no mar e do Obama, sorry again, ou do Ozana. Ele deu uma sacudida nos ombros, cocou um dos sacos, o do lado esquerdo, e respondeu:

      – It may be, my king. Or not…

And now, go to September, eleven – 911

https://mamcasz.wordpress.com/2010/09/10/sept-11-in-god-we-trust-sera/

Anúncios

Mister Obama and family já estão em Brasília.

Aliás, Michelle chegou num vestidinho de chita, vermelho com bolinhas, muito do lindo.

Enquanto Brasil e Obama, em Brasília, fingem que não tem nada com a Líbia …

Aliás, Brasil se abstém da exclusão aérea em Tripoli e aceita aqui. Pode?

Brasília, Brazil, tudo OK para a chegada da Família Obama. Até as pedras,  na Esplanada dos Podres Poderes, colocadas em frente ao Palácio do Planalto, estão prontas para serem lançadas quando ele aparecer ao lado de Dona Dilma, no Parlatório.

Na Esplanada dos Mistérios, em frente à Catedral do ateu Niemeyer, os garis limpam os últimos detritos da podridão, mãos sujas, corrupção, tudo ladrão, será que o Obama sabe disso? Welcome ao país da hipocrisia, quer dizer, da utopia.

Ainda na Esplanada, líbios e iranianos, vindos de ônibus, direto da Tríplice Aliança, no Paraguai, se juntam aos outros manifestantes em apoio ao Obama: MST, UNE, PT, CUT, Cufa, Margaridas and all. Ah… mais venezuelanos e cubanos, todos hermanos. Preste atenção na cor das bandeirolas e no cartaz  da ONU.

Em cima da Catedral de Brasília, um atirador de elite se prepara para a passagem do Obama (Cia? FBI? Alkaida? PF? Kadaffi? Hugo Chaves? Fidel Castro? Superman? Ou seria o Lula?)

Muita festa na passagem de Mr Obama por Brasília, com ruas enbandeiradas, parece Copa do Mundo, mas preste atenção na segunda bandeira da foto abaixo. É a bandeira oficial de Chicago, terra oficial do Obama. South Chicaco, hello!

Enquanto isto,no Rio de Janeiro, onde Obama visita o Complexo do Alemão e a Cidade do Diabo, a festa acontece tem mais de uma semana,  com a Cinelândia toda engalanada de bandeiras tupiniquins, colocadas pela turma do Flamengo, só podia ser, além dos de sempre: PT, CUT, MST, UNE et caterva. Tudo que cantava Gringo, Go Home. And now, de quatro, já!

Entonces, Mister Obama, thank you, very much, viste, acá em Buenos Aires, capital de Brasil, líder da América Latrina, quintal da América da Morte,  né, Mr Black? Aliás, por aqui,  tudo acaba em Carnaval mesmo. Abaixo, as duas bandeiras, lado a lado, Brazil & USA. Tipo,  assim,  Aliança para o Progresso, do teu espelho, o Kennedy. Yes, nós temos J.K.

E para terminar, o povo unido na Esplanada, conduzido por MST-PT-UNE-CUT,  saúda efusivamente Mister Barack Bin Ozama pela invasão da Líbia. Tomara que tenham o mesmo sucesso do Vietnan, Coreia, Iraque e Afganistão.

IN GOD WE TRUST, bicho!

Make Peace not War.

Related Articles


O amigo Corban Costa, de longa data, foi preso logo depois de chegar ao Cairo, Egito.

 Teve que passar a noite no xilindró árabe, sentado.

Sem direito a chá de menta.

 Nem sequer o direito humano a uma janelinha para ver o sol do deserto nascer quadrado.

Vendado, na frente do muro, achou que era a hora do paredón cubano.

Saiba ao certo o que aconteceu na entrevista    dada por ele à Rádio Bandeirantes.

Ainda estava detido, mas no aeroporto do Cairo, esperando o avião chegar.

Aliás, um belo trabalho da Rádio Band.

Pegou junto o embaixador tupiniquim no Egito.

E mandou ver no verdadeiro jornalismo.

É só clicar abaixo.

Boa audição.

http://soundcloud.com/mamcasz/radio-ban-corban-costa-egito

Agora,  pífia e lerda foi a reação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal ao qual nós pertencemos.

Até a diplomática nota do Itamaraty foi mais firme.

A nova diretoria do SJPDF, a Jovem Guarda, comprometida com Irã, Cuba e EBC (nada contra!), ataca o ataque à liberdade de imprensa no Egito.

 Na verdade, nunca existiu, mano!!!.

E, cumpanheiras,  quanto às perguntas que não podem calar:

 A dupla foi protegida?

 Garantida?

Teve apoio da retaguarda e tal?

Disto tudo, o  SJPDF diz apenas o seguinte, em nota,  às 18h04m, tipo assim umas 40 horas depois do fato:

 

” O SJPDF espera que a EBC esteja tomando todas as medidas necessárias para garantir a assistência adequada a esses dois profissionais tão valiosos.”

* * *

1 – Imagine se tivesse havido morte (Alá que nos livre!)

2 – Houve gabinete de crise para tratar do vazado assunto?

3 – E quanto às preliminares deste arriscado jogo?

 

http://www.sjpdf.org.br/Noticia,Abrir,5216,7804.aspx 

 


O líder cubano Fidel Castro   publica, a partir de hoje, no blog não-censurado dele,  o resumo do livro do jornalista norte-americano Bob Woodward sobre as lutas internas enfrentadas pelo presidente Barack Obama’s Wars.

As 420 páginas em inglês foram traduzidas a toque de tambor, sob pena de paredão, em um dia e meio, para o espanhol e estão no site do ditador mais antigo do mundo e que tem ligações íntimas com a nossa política tupiniquim.

Duvidas? ( ó néscia, é tu duvídas e não dúvidas, ok?)

Clique abaixo:

http://www.granma.cu/espanol/reflexiones/11octu-reflexiones.html

Assino abaixo e dou fé:


 

Esta foi a  maior porrada já levada pelos Estados Unidos, em todos os tempos. Bem no intestino. Foi aquele tiro que não mata na hora,  para que o EGO COLETIVO sofra por um bom tempo. Aconteceu há nove anos. Mas parece que foi ontem. Onze de Setembro, inclusive, é uma data fático-fatídica. Para sempre. E onde estavas naquele dia (aqui no Brasil, eram 11 da manhã)? Na época, eu ainda trabalhava na Rádio Nacional, no programa Revista Brasil. Siga o relato do que aconteceu a partir daquele que parecia ser um simples aviãozinho batendo, por acidente, nas Torres Gêmeas. Até parecia. Não foi.

Clique abaixo:

https://mamcasz.wordpress.com/2009/09/10/september-11-2001/

 

 

Há dois anos, no final do  MBA da Fia/Bovespa/BM&F, estive hospedado no Milleniun Hilton, em Nova Iorque, com a janela virada justamente para este famoso MARCO ZERO, ou seja, o que sobrou das Torres Gêmeas de Nova Iorque (WTC- World Trade Center). Eu me lembro que de manhã, antes do café e do primeiro compromisso, desci sozinho, fui até o buraco e lá me concentrei mentalmente até que surgisse alguma coisa na minha cabeça. E, de repente, veio. Ouvi, no completo, John Lennon, assassinado a alguns quarteirões dali, cantando Let it be. Daí, então, segui em frente. Que nem os gringos e os migrantes ilegais a caminho do metrô. Cantarolando comigo mesmo : Let it be, mano.

Mas tem gente, nos Estados Unidos, que ainda não se conforma com a maneira como o assunto foi investigado.

Clique abaixo para ver/ouvir o  9/11- The Truth Movement.

Acompanhe as falas no original (inglês) e na tradução (tupiniquim).

 http://video.answers.com/learn-about-the-september-11-truth-movement-alternative-motives-38364800

 Script in tupiniquin:

 –         Este foi um crime! Um hambúrguer servido muito do rápido!

–         É o maior crime da história americana! Repito. Nunca teve  crime igual.

–         Falando no jeito americano, foi como   sentar na sala e ouvir o locutor gritando:   Deite-se com as armas ao lado e apenas   adormeça.  Acontece que a nossa forma americana é de dormir em pé porque estamos sentindo    que o nosso governo está se tornando tirânico. Estamos agora no top para fazermos a mudança.

–         …  perguntas existem  mas eles não respondem, eles se recusam a responder o porquê! Por quê? É porque eles estão com medo de que saibamos a verdade! Nós sabemos o que aconteceu com aqueles edifícios!

–         Nós fomos atingidos e me deixem contar tudo.  Fomos até o Congresso dar nosso testemunho e sabem o que eles disseram?  Eu até me senti como se eu é que estivesse sendo julgado.   Eu bem que tentei dizer   o que estava acontecendo! Eu estava lá! Tentei falar sobre as explosões múltiplas. Tentei dizer-lhe a verdade e fizeram de mim um criminoso e me botaram para fora.  Agora me escutem, um grande  crime exige uma investigação criminal e o que isso quer dizer? Significa que nós estamos intimidados,    que   nós jogamos a nossa imunidade no  ventilador.     Trata-se de uma fraude completa! Todo mundo sabe que, de fato, mesmo os defensores do relatório da Comissão 11 de Setembro   dizem  que tem que começar pela maior evidência. Precisamos de uma nova investigação. Os membros da família dos mortos exigem …

 Script  in english:

 –         This was a crime! This was fast burger! Thank you.

–         And the biggest crime in American history has never! I repeat never had a criminal.

–         To the American way is to just to sit back and listen to the media to the caller man. Lay down arms in that and just fall asleep. The American way is to stand up or we feel that our government is being tyrannical. It is up top to stand to make a change..

–         … questions but they have not answered, they refuse to answer why! Why? Because as they are scared that—we know the truth! We know what happened to those buildings!

–         We are fired and let me catch you all. We went down to testify 2004 for the Congress. You know what he said?! He said I felt like I was on trial! I try to tell him what was going on! I was there! I tried to tell him about the multiple explosions. I tried to tell him the truth and they made a criminal out of me and so I left. Now listen, the biggest crime needs a criminal investigation, what does that mean? That means, we subpoena people; that means, we give whistler blower immunity. That means we actually dulge in to the fast. We do not have a under funded, unbudgeted. 9/11 commissions that is full of holes that I can try that bust throw.It is a complete fraud!Everybody knows it,in fact,even the proponents of the 9/11Commission report said they have to get the evidence. They were people or basically filtered the evidence to them, and so we need a new investigation. The family members wanted …


No começo deste ano, para ver se funcionava, agreguei meu nome para receber o Happy New Year, Mamcasz, sendo assinado, parecendo que ao vivo, pelo próprio Barack Obama.

É a tão decantada rede social usada por ele para render votos e ganhar não só a eleição para presidente dos Estados Unidos como para arrecadar dinheiro para a campanha (de grão em grão…)

Pois as mensagens continuam. Hoje, recebo mais esta e aqui coloco para mostrar aos marqueteiros tupiniquins como se usa de fato uma rede social a favor da pessoa candidata.

“ Estudos têm demonstrado que quando existe a vontade de que as pessoas façam alguma coisa, elas estão muito mais propensas a seguir adiante. Este conceito simples mas poderoso nos ajudou a fazer história em 2008, quando os eleitores de primeira viagem  desempenharam um papel decisivo na eleição. Agora,  voluntários estão levando esta estratégia para comunidades em todo o país, mais uma vez.”

 

Comente:

https://mamcasz.wordpress.com/2010/08/16/uso-de-rede-social-e-isto-o-resto-e-ball-shit/#respond


Clique abaixo para ver a mensagem do Obama:

http://holiday.barackobama.com/Holiday-2009.aspx?uid=7f494b6c-eed2-42d7-ba91-53add73c80e9&g=0&s=xx&s=MAMCASZ&g=0