A pesquisar-1:

O primeiro transmissor de ondas de rádio no Brasil,  que se tem notícia,

foi instalado no ano de 1913 por Paul Forman Godley,

 um dos fundadores da ADAMS-MORGAN /PARAGON,

na região Amazônica, a pedido do governo brasileiro.

A pesquisar- 2:

O inventor do rádio,
no mundo, é um padre, gaúcho e brasileiro. Landell de Moura. Nada de Edison,
Marconi ou Philips, Philco, etc e tal.

O padre Landell
inventou, registrou, nos Estados Unidos e no Brasil, em ambos foi taxado de
maluco, três invenções, em 1895:

1 – Caleófano (telefone
sem fio, bá, chê, mas que gaúcho maluco);

2 – Edífono (aparelho
para gravar e reproduzir sons);

3 – Um aparelho que,
segundo ele, permitiria a seguinte doideira:

 Minha invenção pode garantir a comunicação com
qualquer ponto da Terra, por mais afastados que eles estejam um do outro.
Futuramente, meus aparelhos servem até mesmo para as comunicações
interplanetárias
.”

A pesquisar-3:

A primeira estação de rádio no Brasil foi a MEC do Rio, em 1923,

 Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, do Roquete Pinto,

 ou a Rádio Sociedade de Pernambuco, em 1919?

Moral.

De fato, mesmo, é a primeira transmissão de voz à distância, no Brasil.

7 de Setembro de 1922.
Centenário da Independência. Rio de Janeiro.

 Uma antena no morro do Corcovado,
sem o Cristo, e 80 “cornetas”espalhadas pela cidade.

Começou com o discursooficial do então presidente paraibano, do Brasil, Epitácio Pessoa, às turras com os milicos,

porque em maio tinha tido a Revolta dos

 18 do Forte de Copacabana.

Levaram tiro o Siqueira Campos e o Eduardo Gomes,

e também porque colocou um civil,

Pandiá Calógeras, ministro da Guerra,

 nunca antes neste Payz isto tinha acontecido

Mas o lero hoje é a primeira transmissão de rádio no Brasil,

com equipamentos que os gringos
estavam tentando empurrar para nosotros

macaquitos brasilenhos, capital Buenos Aires.

O mais interessante é que não existe qualquer registro em áudio

 desta maior data para o rádio brasileiro.

Por ironia, só existem os registros dos jornais da época,

 no dia seguinte, 8 de setembro.

Repare no linguajar tipo de hoje, Prá Frente Brazil.

Repare também na presença, já naquela época,

da presença da praga do jornalismo brasileiro,

que ataca até hoje, na forma do press-release:

JORNAL DO COMMERCIO, RIO DE JANEIRO: 

“A Rio de Janeiro and São Paulo Telephone Comapny,

de combinação com a Westinghouse Internacional Company

 e a Western Eletric Company,

instalou uma possante estação transmissora

no alto do
Corcovado e outros aparelhos de transmissão e recepção

no recinto da exposição, em São Paulo, Niterói e Petrópolis.

Dessa forma, o discurso inaugural da exposição,

feito pelo Sr. Presidente da República,

foi transmitido pela cidade acima por meio da radiotelefonia.

 À noite, no recinto da exposição,

em frente ao Posto Telefônico Público,

onde se achava instalado um dos aparelhos de transmissão,

foi proporcionado aos visitantes um espetáculo inédito para nós:
daquele local, por intermédio do telefone de alto-falante,

 foi ouvida, por numerosa assistência, toda a ópera O Guarani,

como era cantada no Teatro Municipal.

Nada deixou de apanhar o aparelho de recepção
instalado no Municipal, nem mesmo os aplausos aos artistas

 que cantaram a ópera nacional.

Em São Paulo, Niterói e Petrópolis também foi ouvida

 a obra imortal de Carlos Gomes”

 

JORNAL A NOITE, RIO DE JANEIRO:  

“Um Sucesso de Radiotelephonia e Telephone Auto-falante.

Uma nota sensacional do dia de hontem foi o
serviço de rádio-telephone auto-falante, grande atrativo da Exposição.

O discurso do Sr. Presidente da República,

inaugurando o certamen foi, assim,
ouvido no recinto da Exposição, em Nictheroy, Petropolis e São Paulo,

 graças à instalação de uma possante transmissora

 no Corcovado e de aparelhos de transmissão e recepção,

nos logares acima.

Desse serviço se encarregaram a

 Rio de
Janeiro and São Paulo Telephone Company,

 Westinghouse International Co.

Western Electric Company.

 À noite, no recinto da Exposição, em frente ao posto de Telephone Público, por meio do telephone auto-falante,

a multidão teve uma sensação inédita.

A ópera Guarany, de Carlos Gomes,

que estava sendo cantada no
Theatro Municipal, foi alli, distinctamente ouvida

bem como os applausos aos artistas.

Egual cousa succedeu nas cidades acima”.


Replica01 a

Image via Wikipedia

1895, Brazil.
With the word, the priest gaucho Landell de Moura:
“My inventions can ensure communication with any point on earth, however distant they are from each other. Eventually, my appliances are used even for interplanetary communications. “
Priest Landell de Moura, 115 years ago, tries to register some inventions. Among them:
1 – what he calls CALEÓFANO. Imagine. Wireless Phone
2 – what he calls EDÍFONO. Through him, the voice can be reproduced.
And best, I mean, worse for him. This voice, recorded, can be transmitted from one point to another without wires, using electrical currents.
Results:
The inventor of the Radio in Brazil, Priest Landell de Moura, has just admitted to a hospice, labeled a completely mad, bad head, lelé of the brain.

1895, Brazil.

Com a palavra, o padre gaúcho Landell de Moura:

Minhas invenções podem garantir a comunicação com qualquer ponto da Terra, por mais afastados que eles estejam um do outro. Futuramente, meus aparelhos servem até mesmo para as comunicações interplanetárias.”

O padre Landell de Moura, há 115 anos, tenta registrar alguns inventos. Entre eles:

1 – que ele chama de CALEÓFANO. Imagine só. Telefone Sem Fio.

2 – que ele apelida de EDÍFONO.  Através dele, a voz pode ser reproduzida.

E o melhor, quer dizer, pior para ele. Esta voz, gravada, pode ser transmitida de um ponto a outro, sem fio, através de correntes elétricas.

Resultado:

O inventor do Rádio no Brazil, padre Landell de Moura,  acaba internado num hospício,  taxado de completamente maluco, ruim da cabeça, lelé da cuca.

This post goes to:

– First voice transmission in Brazil, the September 7, 1922, by President Pessoa ;
– Inauguration of the first Radio in Brazil, the April 20, 1923, the Society of Rio de Janeiro, by Roquette Pinto and Henry Morize;
– Birth, on September 12, 1936, the Company’s National Radio, the PRE-8, by the newspaper A Noite, Beach Maua,  in Rio de Janeiro.

Este post vai para:

– Primeira transmissão de voz no Brazil, a 7 de setembro de 1922, pelo então presidente Epitácio Pessoa (tenho este áudio);

– Inauguração da primeira Rádio no Brazil, a 20 de abril de 1923, a Sociedade do Rio de Janeiro, do Roquete Pinto e do Henry Morize;

– Nascimento, a 12 de setembro de 1936, da Sociedade Rádio Nacional, a PRE-8, do jornal A Noite, na Praia Mauá, no Rio.

 Alô, alô ouvintes…

“Wenn Sie Radio hören, denken über die Bedeutung von Menschen mit einer wunderbaren Dokumentation Werkzeug, das es möglich macht für wahre Demokratie zu töten menschlichen Denkens für alle zugänglich und erwecken die nations aus ihrer Lethargie.”

 

 

Albert Einstein, 1930, auf der IFA (Funkausstellung  Internationale).

 

 

 

Fünf Jahre nach Deutschland floh er dominiert von onkel Hitler (Adolf), die das Autoradio verwendet in seiner schlimmsten form von staatlicher Propaganda.

*

“Quando você ouvir rádio pense no significado das pessoas possuírem um instrumento de documentação tão maravilhoso que torna possível a verdadeira democracia, ao colocar o pensamento humano ao alcance de todos e por despertar as nações de sua letargia”. 

Albert Einstein, 1930, na IFA (Exposição Internacional de Rádio). 

Cinco anos depois ele foge da Alemanha dominada pelo tio Hitler (Adolfo) que usa o veículo rádio na sua pior forma, de propaganda governamental.