julho 2010



Existem hoje no Brasil um milhão e duzentos e noventa e quatro mil desocupados. Média nacional de sete por cento.  Isto mesmo. Palavra do IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, um órgão do governo  federal.

O maior  número de desocupados está em Salvador, na Bahia, com a média de 12 por cento em cima do pessoal chamado de trabalhador. Do outro lado, com menor número de desocupados no país está Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com a média de 4,7 por cento.

Antes de continuar a prosa me permita uma explicação que muda tudo o que estás pensando neste exato momento.

DESOCUPADO, segundo os técnicos do IBGE, não é a pessoa preguiçosa e tal. Pelo contrário.

É a pessoa que se cansou, sim, mas de procurar emprego, porque não acha trabalho de jeito nenhum.

 Então, axé, meu Rei.

Para ouvir o lero, clique abaixo na Rádio Mamcasz:

http://podcast1.com.br/canal.php?codigo_canal=1618

Anúncios

Um grupo de funcionários aqui da Rádio Brazil participou da campanha para equipar de livros uma escola no subúrbio de Brasília.

Mas aqui a coisa foi feita na calada, sem objetivos de melhorar a promoção que está  mais enrolada do que rabo de porco espinho.

Na foto acima, está o resultado final.

E abaixo, o link com mais detalhes:

https://mamcasz.wordpress.com/2010/06/30/em-busca-do-tempo-perdido-2/


 

Tô aqui no dilema tipo to be or not to be, tipo parar de vez com esta empreitada bloguiana e partir logo para o fechamento do livro “OS FANTAMAS DA RÁDIO NACIONAL” , tanto que acabo de achar o seguinte post, do primeiro dia deste ano já velho, e com o qual, confesso, me emocionei: 

https://mamcasz.wordpress.com/2010/01/01/ha-um-passaro-azul-querendo-sair-do-meu-peito/ 

There’s a bluebird trying to get out of my chest
I’m here in the dilemma type to be and not to be, sort of stop time with this venture bloguiana and go straight to the closing of “the ghosts of the National Radio,” so I just find the this old  post, the first day of the year old, and with whom, I confess, I was moved:
 

https://mamcasz.wordpress.com/2010/01/01/ha-um-passaro-azul-querendo-sair-do-meu-peito/ 

Es gibt einen Bluebird versuchen, aus meinem Herzen zu
Ich bin hier in dem Dilemma Typ zu sein und nicht zu sein, eine Art Stop-Zeit mit
diesem Vorhaben bloguiana und fahren Sie geradeaus auf die Schließung der “die Geister der National Radio”, so finde ich nur die alte Post, der erste Tag des Jahres alt, und mit wem, ich gestehe, ich war bewegt: 

https://mamcasz.wordpress.com/2010/01/01/ha-um-passaro-azul-querendo-sair-do-meu-peito/ 

Il ya un oiseau bleu en essayant de sortir de ma poitrine
Je suis ici dans le type dilemme d’être et de ne pas être, une sorte de temps d’arrêt avec le présent contrat bloguiana et partira bientôt pour la fermeture de “Les fantômes de la Radio Nationale,” si je trouve l’ancienne entrée, le premier jour de l’année vieux, et avec qui, je l’avoue, j’ai été ému:
 

https://mamcasz.wordpress.com/2010/01/01/ha-um-passaro-azul-querendo-sair-do-meu-peito/ 

有一個藍鳥試圖擺脫我的胸部
我在這裡的困境類型是,不要說,要能夠對停止時間與這家合資公司bloguiana並直接進入最後的“鬼的國家電台,”所以我只找到舊後,第一天的年老了,和誰在一起,我承認,我很感動:
 

https://mamcasz.wordpress.com/2010/01/01/ha-um-passaro-azul-querendo-sair-do-meu-peito/ 

   

  


Recebi no meu Gemaíl a seguinte mensagem seletrônica que justifica o título acima:

 ” A Comissão de Funcionários da EBC, que manteve entre dezembro de 2009 e abril de 2010 representantes na comissão de criação das normas do Processo de Avaliação de Desempenho, apresenta sua posição sobre o resultado final divulgado.  

 1) APÓIA o processo de avaliação por mérito desenvolvido em conjunto desde dezembro com integrantes da diretoria e dos trabalhadores.

 2) REPUDIA o resultado final, que promoveu em dois níveis cerca da metade dos trabalhadores – incluindo um grande número de cedidos – e deu zero nível aos demais, a partir de uma interpretação equivocada das normas apresentadas pela Comissão de Avaliação.

3) LEMBRA que, desde o início das reuniões, houve consenso na Comissão de Avaliação, de que a lógica do processo era garantir MAIS promoções com MENOS níveis, visto que não poderíamos realizar, este ano, avaliações aprofundadas, com metas e valorização por grau de escolaridade e conhecimento técnico.

4) PARABENIZA os companheiros que receberam dois níveis, mas também se solidariza com os colegas que nada receberam, visto que não era este o acordado desde o início dos trabalhos da Comissão de Avaliação.

5) ENFATIZA a necessidade de reavaliação urgente do resultado final do processo, a fim de gerar maior justiça e garantir avanço geral ao conjunto dos trabalhadores.

Comissão dos Empregados da EBC “

Leia uns posts  meio antigos: 

https://mamcasz.wordpress.com/2010/07/17/tu-conheces-um-funcionario-nota-100/

https://mamcasz.wordpress.com/2010/06/23/saiu-a-auto-avaliacao-ou-seria-alta/

 


Mandei a seguinte carta para a Ouvidoria da Assefaz, onde tenho o Plano de Saúde, pela EBC, por convênio, uma vez que ela é a Fundação Assistencial dos Servidores do Ministério da Fazenda:
“Esta é apenas uma sugestão diante de um fato surrealista.
Eu e minha mulher pagamos, mensalmente, no conjunto, 1.718,46 reais para a Assefaz, incluídos os fatídicos 10 reais.
Nada a reclamar, até o momento, até porque o uso tem sido mínimo.
Daí que recebemos a Carta Cobrança 1001/08, de 13 de Julho de 2010, exigindo uma “solução amigável satisfatória dentro do prazo impreterível de quinze dias”.
Pois olha só do que se tratava.
Cobrança de uns míseros dez reais “acrescidos de juros e correção monetária”.
Pois ao abrir o site da Assefaz conferi que o fato correspondia à gravidade material.
É porque fiquei ausente do Brasil, durante 45 dias, em Berlim, e não me foi possível pagar adiantado e muito menos interromper ou ter um seguro internacional anexado, que fosse.
Quando voltei, paguei o mês atrasado, com as multas, e os dez não foram incluídos.
De qualquer modo, manifesto a estranheza de ninguém ter dado um simples telefonema, ou incluído tamanha importância na fatura subseqüente, e isto o faço movido pelo “regime de ajuda mútua entre os associados”.
Até porque os gastos com a carta saíram bem mais do que o excesso de 2,46 reais que paguei pelos 20 atrasados.
Cordialmente.

I was another day in a mass wedding on the outskirts of Brasilia, named Ceilândia, for  documentary to our Radio Brazil.

I had been?

Report very human, natural, different, elucidadiva, especially popular and public that neither here in our Radio Brazil.

Public?

That was like today in slum-invasion of Structural, larger landfill in the brazilian capital, for another radio-documentary about how they celebrated the International Day of Mandela in the midst of a tremendous collective effort.

I had been?

Estive noutro dia num casamento coletivo no subúrbio brasiliense de Ceilândia no documentário para a Rádio Brazil.

Estive?

Matéria muito humana, natural, diferente, elucidadiva e, principalmente, popular e pública que nem aqui a nossa Rádio Brazil.

Pública?

Que nem estive hoje na favela-invasão da Estrutural, maior lixão da capital brasileira, para outro rádio-documentário sobre como eles comemoraram o Dia Internacional do Mandela, em meio a um tremendo mutirão.

Estive?

For returning to brides…

From the suburb, Ceilandia,  for which the report was completed I followed by the second act of the same piece.

It was the famous photo shoot of robed girls suburban, middle class lulanist, in a place frequented by upper middle class in South Lake Pontoon, Brasilia City.

Pois voltando às noivas.

Do subúrbio, Ceilândia, para que a reportagem se completasse,  acompanhei as noivas ao segundo ato da mesma peça.

É a famosa sessão de fotos das paramentadas raparigas suburbanas, classe média lulana, num local freqüentado pela classe média alta no Pontão do Lago  Sul.

It`s all a mixture of Fellini and Nelson Rodrigues, hence the title dualized:

Wedding Dress to kill.

Speaking of Wedding Dress, Nelson Rodrigues (???).

Ah,  foolish presidential tribal people.

I`m thinking   that in my time trainee in O Globo, in Rio, the drumming of the keyboard almost next to me was of the old Nelson Rodrigues.

How much stuff today he would have here in our Radio Brazil

Click below, okay?

http://www.youtube.com/watch?v=8w2LCpe1yPc&feature=related

Foi tudo um misto de Fellini e Nelson Rodrigues, daí o título dualizado:

Vestido de Noiva para matar,

Falando em Vestido de Noiva, do Nelson Rodrigues (???).

 Ah! néscio tribal povo presidencialista.

E pensar que no meu tempo de estagiário, em O Globo, no Rio, o  batuque  do teclado quase que ao meu lado era do velho Nelson Rodrigues.

Quanto material hoje ele teria aqui na nossa Rádio Brazil.

Clique abaixo, tá?

 http://www.youtube.com/watch?v=8w2LCpe1yPc&feature=related

Wedding Dress to Kill or Vestido de Noiva para Matar:

Wedding 4 by Mamcasz

And so they were happy with the goalkeeper Bruno till death one day separated them.

Once Flamengo, Flamengo to death.

Amen!
E assim elas foram felizes com o goleiro Bruno até que a morte, um dia, os separou.

Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer.

Amém!


                       Saiu a lista dos 415 funcionários da rádio (tv-agência-outros)  que foram promovidos, por mérito ou por antiguidade, neste caso, com servidor penando até há 38 anos.

                      Interessante que quase cinquenta funcionários ganharam nota máxima, ou seja, 100 pontos, portanto, acima de qualquer suspeita. Entre eles alguém com um ano de empresa (o último concurso foi há cinco e a promoção só vale para gente do quadro).

                   A nota foi dada na média entre a da chefia imediata e a do próprio funcionário que, no caso, declara se considerar simplesmente o máximo, fato corroborado pela chefia amiga.

                    Entre os cinco quesitos aplicáveis para se conseguir a nota, havia um a respeito do modo como o funcionário vê a questão ambiental. Se usa copo plástico ou de vidro, no trabalho, por aí …

                    Pois os 50 com nota 100 devem ser os mesmos que aceitam continuar em ambiente insalubre desde que recebam o adicional que dá uma média de 500 reais por mês.

                   Tanto que muitos entraram na Justiça, não para acabar com a insalubridade, mas para incorporar o adicional ao salário.

                   E não se pode reclamar dos critérios da promoção porque eles foram definidos em seis meses de reuniões com a Bela Adormecida.

                    A Bela Adormecida é a atual Comissão dos Funcionários. Não se sabe se há Nota 100 entre eles,   já chamada de gratificação pelos que conseguiram abrir a internet, e salvar, a tempo, este estranho listão.

                     Pois não é que estou correto neste meu post?

                   Tanto que as pontuações foram retiradas da página da intranet no mesmo dia em que tinham sido colocadas.

                     Acontece que o listão já está correndo na infalível Rádio Corredor, devidamente impresso. Mesmo que deixando de valer, por ora, está sendo feito o levantamento nominal dos Nota 100. Pelo sim, pelo não …

                      No lugar da nota máxima-mínima, entrou a seguinte outra nota:

“A Diretoria Jurídica está examinando, a pedido da diretora-presidente,  alguns aspectos do processo de avaliação por desempenho e por antiguidade.   Em função disso, foi retirada desta Intranet a lista de promoções divulgada hoje,  sexta-feira, dia 16 de Julho de 2010, não tendo sua publicação gerado qualquer efeito.”

                      Ainda bem …

« Página anteriorPróxima Página »