A região norte brasileira apresenta os melhores dados tanto de emprego quanto de massa salarial de todo o Brasil, de acordo com o último levantamento do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados – Caged e da Relação Anual de Informações Sociais – Rais. O estado do Amazonas é o campeão.

Pois então. Região Norte com maior aumento de oferta de empregos em todo o país. Maior aumento relativo, porque levado em conta com a média da população. Mas é importante. Primeiro, porque indica que o sonho de todo brasileiro encontrar o emprego dos sonhos no dito Sul maravilha está acabando.

Até porque está havendo uma migração ao contrário, tanto para o Norte quanto para o Nordeste. O estado do Amazonas, no Norte, é o campeão. Aumento de 11,47 por cento. O Amapá, vice-campeão. 11,90 por cento. Agora, lógico que isto tem a ver com chegada de indústrias, mineração, economia, todos exigindo melhoria na educação, que está acontecendo, porque há vagas sobrando e faltando capacitação.

 

(Foto do Rio Amazonas, perto de Manaus)

Pois então. A Região Norte tem o maior aumento de oferta de empregos em todo o país. Maior aumento relativo, porque levado em conta com a média da população. Mas é importante. Primeiro, porque indica que o sonho de todo brasileiro encontrar o emprego dos sonhos no dito sul maravilha está acabando.

Até porque está havendo uma migração ao contrário, tanto para o Norte quanto para o Nordeste. O estado do Amazonas, no Norte, é o campeão. Aumento de 11,47 por cento. O Amapá, vice-campeão. 11,90 por cento.

Agora, lógico que isto tem a ver com chegada de indústrias, mineração, economia, todos exigindo melhoria na educação, que está acontecendo, porque há vagas sobrando e faltando capacitação. Quer saber mais?

Então me ouça, pessoa:

http://soundcloud.com/mamcasz/renda-sobe-mais-na-amazonia

Anúncios

Mas ganham menos do que os homens.

Os números divulgados pelo Caged-Rais,

do Ministério do Trabalho,

confirmam os do IBGE.

As mulheres, apesar do avanço no mercado de trabalho,

continuam ganhando menos,

no mesmo tipo de trabalho.

Mas a diferença vem diminuindo a cada ano.

Será?

No Brasil, as mulheres são mais da metade da população, estudam mais que os homens,  têm menos chances de emprego e ganham menos  trabalhando nas mesmas funções. Isto de acordo com o IBGE. Agora,  foi divulgado o número de vagas de trabalho criadas no ano passado. Mas a prosa de hoje de mulher.   E comemorar por que? Por causa dos números do Caged e Ráis. Vamos nessa

* * * * *

Ah… Caged é o Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados. Ráis é a Relação Anual de Informações Sociais. Tudo muito bem detalhado. Informa, por exemplo, que o mercado hoje no Brasil é ocupado 58 por cento pelos homens e 42 por centos pelas mulheres que, aos poucos, ganham terreno. Palavra do diretor de emprego do Ministério do Trabalho, Rodolfo Torélli.

Então me ouça, pessoa

 http://soundcloud.com/mamcasz/mulher-mais-instru-da-mas